EL SALVADOR OBRIGA NEGOCIAÇÕES EM BITCOIN

El Salvador obriga todos a receber e pagar em Bitcoin. E agora? El Salvador, um país até então pouco relevante na comunidade cripto, aprovou uma lei que reconhece o Bitcoin como um legal tender.

Alguns marcos no mercado cripto são importantes. Nesta semana aconteceu um deles.

El Salvador, um país até então pouco relevante na comunidade cripto, aprovou uma lei que reconhece o Bitcoin como um “legal tender”: em outras palavras, a norma estabelece que qualquer negócio no país deve encontrar maneiras de receber e pagar em Bitcoin.

Isso é o equivalente a tornar o Bitcoin uma moeda oficial dentro do território daquele país.

Mas por que El Salvador?

Alguns fatos me saltaram aos olhos ao analisar os motivos. O primeiro deles é o fato de El Salvador já não ter moeda própria.

A moeda circulante no país é o dólar americano. Ou seja, lá não existe política monetária. Os juros são definidos nos Estados Unidos, e El Salvador vai a reboque. Ter uma segunda moeda circulando, como o Euro, por exemplo, não seria um problema.

Além disso, trata-se de um país pequeno, onde remessas internacionais respondem por aproximadamente 20% do seu PIB – ou seja, remessas de cidadãos que migraram para outros países e que enviam a El Salvador parte de seus rendimentos para sustentar seus familiares são um fluxo importante para o país.

Esses dois pontos – país sem moeda e economia pequena – compõem um conjunto interessante para que testes dessa forma sejam possíveis.

Mais Notícias no Free Bitcoin