PRIMEIRA ATUALIZAÇÃO DO BITCOIN EM 4 ANOS

Bitcoin recebe primeira atualização em quatro anos: o que muda para a criptomoeda com o Taproot?

A atualização chama-se Taproot (em tradução livre, seria a "raiz principal") e especialistas do mercado estão otimistas com os próximos passos.

Depois de passar por uma dura fase de sucessivas quedas e atingir os US$ 33 mil, o bitcoin (BTC) passou por uma repaginada. Fez barba, cabelo e bigode para se lançar na noite mais uma vez.

Em termos mais científicos, os mineradores aprovaram a primeira atualização em quatro anos para a criptomoeda. A atualização chama-se Taproot (em tradução livre, seria a "raiz principal"), e os especialistas do mercado estão otimistas com os próximos passos do ativo.

Novidades com a Atualização

Com a nova atualização, o bitcoin passará a ter um sistema de segurança mais apurado, utilizando assinaturas digitais, o que garantirá uma maior privacidade das transações. Deixando os contratos do tipo "elíptico" e adotando o tipo "Schnorr", as chaves privadas utilizadas nas transações ficarão mais bem guardadas na rede.

Para André Franco, especialista em criptomoedas da Empiricus, essa notícia pode vir como um duplo sinal. Se, por um lado, será mais difícil rastrear os bitcoins em rede, por outro, poderia corroborar com a ideia de \"dinheiro de tráfico\", isto é, de que o bitcoin é utilizado para transações criminosas.

A atualização ocorre após o FBI ter rastreado o dinheiro dos ataques ransomwares que têm ocorrido com empresas de grande porte. Por um momento, os investidores chegaram a cogitar que a rede do bitcoin não seria segura, mas a ideia foi dissipada após boatos de que os agentes teriam acesso às chaves das contas por outros meios.

Mais Notícias no Free Bitcoin